Marketing Criativo: A Estratégia do Momento

Estratégia cada vez mais frequente nas redes sociais, principalmente no Facebook, os posts descontraídos (marketing criativo) têm ganhado cada vez mais espaço no marketing online. Para atrair a atenção dos usuários, as empresas têm apostado em conteúdos modernos e divertidos, relacionados a tudo que acontece na atualidade.

Cenas de filmes, séries ou novelas, vídeos famosos no Youtube, músicas-chicletes, e os famosos memes são as bases mais usadas para desenvolver esse tipo de postagem.

Não é difícil entender o porquê desse tipo de post ser recorrente: é um conteúdo facilmente compartilhado e que costuma se disseminar com muito mais rapidez do que um conteúdo institucional, por exemplo. Logo, algumas empresas costumam apostar nessa temática, no intuito de expandir o nível de usuários atingidos e mais do que isso, fazer com que eles se identifiquem com a marca, mesmo que não a consuma.

Vamos entender essa lógica de marketing criativo através de um exemplo:

“Marina costuma curtir somente fanpages de marcas que apresentam as novidades de seus produtos através dos posts: lojas de sapatos, restaurantes, lojas de roupas e etc. Contudo, a linha de canetas Bic começou a fazer uma série de posts sobre o fim das férias e volta às aulas, utilizando conteúdos de vídeos famosos do Youtube e os “memes” como mote. Marina é consumidora e adora compartilhar esse tipo de temática. Ela curtiu a fanpage da Bic, compartilhou o post que mais se identificou e através disso disseminou esse conteúdo para os amigos.”

Contudo, é preciso ter cautela ao executar essa estratégia. Primeiramente é necessário identificar se o perfil da empresa e principalmente o perfil do público é compatível com esse tipo de marketing. Em muitos casos, ambos podem exigir uma linguagem mais séria e mais formal, e um conteúdo com esse modelo de temática, pode ser interpretado de maneira negativa.

É importante também que a empresa conte com profissionais de marketing e comunicação aptos a analisar, desenvolver conteúdos e principalmente a lidar com as possíveis controvérsias que eles podem gerar. A internet, e principalmente as redes sociais são canais que permitem as boas, mas também as más opiniões. Uma vez que perfil de uma empresa não estiver sendo monitorado corretamente, o risco de manchar a sua imagem se torna latente.

No mais, esse marketing mais descontraído também pode ser um potencializador no relacionamento direto com o cliente. Compartilhar conteúdos que o faça se identificar com as mais diversas situações cotidianas, cria uma intimidade entre ele e a empresa, facilitando a interação e mantendo um contato mais próximo. O que é um excelente gancho pra se aprofundar e analisar em suas preferências, expectativas e desejos, com o objetivo de aperfeiçoar seus produtos e serviços.

O que você acha desse tipo de estratégia de marketing criativo? Conhece algum case de sucesso? Compartilhe conosco!

Uma opinião sobre “Marketing Criativo: A Estratégia do Momento”

  1. É fato que hoje os meios eletrônicos são um nicho para o desenvolvimento e divulgação de uma marca, uma boa página, um facebook bem estruturado, entre outros. Confesso nunca ter pensado numa estratégia de marketing nesse sentido, acredito que com os cuidados recomendados pela matéria, ou seja, uma linguagem séria, mais formal e um bom monitoramento, o retorno possa ser, no mínimo, satisfatório. Bela matéria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *