publicidade-mobile

Empresas faturaram quase US$ 7 bilhões em 2013

A consultoria eMarketer divulgou nessa semana que o faturamento com publicidade mundial em dispositivos móveis duplicou em 2013, alcançando US$ 17,9 bilhões. Encabeçando a lista das empresas que mais faturaram no setor aparecem Facebook e Google. A previsão é que os ganhos em 2014 superem essa marca.

Com a expansão dos mercados de smartphones e tablets, já era esperado que o faturamento da indústria mobile apresentasse esse crescimento. A previsão segundo a consultoria Gartner era que o faturamento mundial de propaganda móvel atingisse o patamar dos US$ 11,4 bilhões em 2013, mas os números alcançados mostram que o crescimento em relação a 2012 superou as projeções mais otimistas. Em 2012, o faturamento mundial foi de US$ 9,6 bilhões. Em 2013, o crescimento foi de 86% em relação ao ano anterior.

Investimento mobile

O gasto com publicidade em plataformas móveis teve um aumento de 105% no ano passado. A estimativa é que o crescimento será de 75% em 2014, alcançando a cifra de US$ 34 bilhões. Dos US$ 17,9 bilhões faturados em 2013, Facebook e Google lideram esse mercado, somando US$ 6,9 bilhões. Embora o site de buscas tenha conquistado o primeiro lugar pelo segundo ano consecutivo, sua participação reduziu de 52,6% para 49,3% entre um ano e outro.

Quem conquistou mercado foi o Facebook que passou de 5,4% para 17,5%. O Twitter passou de 1,5% para 2,4%. Para 2014, as projeções são que o Google diminuirá sua participação no mercado e fique no índice de 46,8%, enquanto o Facebook ficaria com a participação de 21,7%. O Twitter subiria para 2,6%.

Crescimento mobile

O crescimento do mercado móvel oferecerá oportunidades de negócios para desenvolvedores de aplicativos, fornecedores de software e serviços para dispositivos.

As regiões que irão apresentar o maior crescimento são América Latina, Leste Europeu, Oriente Médio e África. Dentre os países emergentes, o maior crescimento dever acontecer no Brasil, Rússia e México.

O aumento da publicidade a partir de dispositivos móveis explica por que as empresas estão privilegiando esse nicho. Segundo a eMarketer, somente 11% dos ganhos de publicidade do Facebook em 2012 vieram de plataformas móveis, enquanto em 2013 foram 45%. A expectativa é que alcancem 63% em 2014.

O Google pretende conseguir um terço dos seus lucros publicitários em tais dispositivos esse ano, 23% a mais do registrado em 2013, segundo o relatório. Na prática, há um crescimento generalizado nesse mercado que deve continuar em alta nos próximos anos. Na contramão desse ápice, a fatia dos desktops diminui.

De acordo com a Zenith Optimedia, do Publicis Groupe, prevê um crescimento de 5,3% os investimentos para 2014, pontuando como oportunidade os eventos como as eleições americanas e a Copa do Mundo.

A publicidade na internet ganhará força, chegando a representar 26,6% dos gastos globais contra os 20,6% de 2013. Esse crescimento será liderado pela área mobile, que expandirá a uma taxa de 50% ao ano. Atualmente, o investimento em publicidade para aparelhos móveis capta 2,7% do total global. Pela projeção da eMarketer, esse tipo de publicidade irá alcançar porcentagens além da triplicação até 2018, chegando a US$ 95 bilhões.