HTTPS em seo

Recentemente, o Google veio a público através de seu blog oficial com a notícia que começaram a considerar o HTTPS como um sinal de classificação orgânica. Mas como isso afeta você, proprietário de sites e páginas, diretamente?

A postagem em questão informa que “Ao longo dos últimos meses, realizamos testes levando em consideração se os sites usam ou não conexões seguras e criptografadas como um sinal em nossos algoritmos de classificação de pesquisa. Observamos resultados positivos e, por esta razão, começaremos a usar HTTPS como sinal de classificação”.

A intenção dessa ação é garantir apenas que os sites mais seguros apareçam nos resultados do buscador.

É importante deixar claro que, atualmente, apenas 1% das consultas mundiais é alvo dessa mudança. Isso significa que outros quesitos, como conteúdo relevante, são mais importantes para o SEO do seu site.

É válido migrar de protocolo?

Sites institucionais, portais e blogs em geral necessariamente não precisam realizar a migração de imediato, visto que esse quesito ainda não é primordial. Já no caso de e-commerce e sites que coletam informações dos usuários, essa mudança é muito válida.

Porém, é preciso realizar essa mudança com muita cautela, pois algumas questões de usabilidade e relevância do seu site podem ser comprometidas.

Antes de tomar alguma atitude a respeito, leve em consideração alguns aspectos:

  • O tipo de certificado ideal para o seu projeto;
  • Verifique se seu site HTTPS via arquivo robot.txt não está bloqueado;
  • Redirecionamento 301 de todas as URLs que migrarão do protocolo HTTP para HTTPS;
  • Uso de URLs relativos para recursos que residem no mesmo domínio (usar o código-fonte sem uso do http/https), garantindo assim o uso contínuo do HTTPS.

Muita informação para assimilar de uma vez? Acalme-se, nós podemos lhe dicas de SEO para iniciantes, que já vão te ajudar bastante na otimização do seu site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *