ROAS x ROI - Qual a diferença?

ROI e ROAS são dois indicadores de desempenho dos resultados de uma determinada campanha ou estratégia. Essa mensuração é fundamental para entender o sucesso dessas campanhas na internet, através de uma métrica muito simples: o investimento comparado ao lucro.

É claro que ROI e ROAS possuem algumas diferenças e é importante que o cliente entenda bem cada uma delas, para que sua mensuração seja mais clara e mais assertiva.

ROI

A sigla ROI, traduzida, significa Retorno Sobre Investimento. Através desse indicador, é possível compreender quanto dinheiro a empresa está lucrando (ou perdendo) com cada investimento realizado.
Isso, inclusive, inclui tudo o que foi investido, visando algum tipo de lucro, ou seja, se você possui uma empresa de sapatos, custos desde energia elétrica, água e matéria-prima, passando também por custos com funcionários e os investimentos em publicidade, são mensurados.

Por que o ROI é importante?

A amplitude do marketing digital oferece uma gama imensa de métodos e ferramentas para quem quer fazer negócios na internet. Entretanto, mesmo sendo um meio tão eficaz, podem gerar resultados distintos dependendo do seu tipo de mercado ou público-alvo. Ao acompanhar o retorno sobre investimento, algumas perguntas podem ser respondidas:

• Quais são as fontes de lucro da empresa?
• Quais são os melhores canais de comunicação?
• As campanhas de marketing estão atendendo as expectativas?
• As vendas têm se mostrado eficiente?

Como calcular o ROI?

Imagine, por exemplo, que você tem um e-commerce de sapatos e investiu R$ 1.000 numa campanha de links patrocinados para promover o lançamento de uma nova linha. A produção de cada sapato custou, em média, R$ 100,00 e o valor médio de venda é R$ 350,00. Através da dessa campanha de links patrocinados, sua loja vendeu 15 pares de sapatos. Logo, o ROI dessa campanha seria calculado da seguinte forma:

Custos: 15 pares vendidas x R$ 100,00 = R$ 1.500,00 + R$ 1.000,00 em links patrocinados = R$ 2.500,00

Receita: 15 pares vendidos x R$ 350,00 = R$ 5.250,00 Aplicando na fórmula ROI = (Retorno do Investimento – Custo do Investimento) / Custo do Investimento, temos: ROI = (R$5.250,00 – R$ 2.500,00) / R$ 2.500,00 = 1,1 ROI = 1,1 x 100 ROI = 110%

Diante desse cenário, observamos um lucro nessa campanha, pois para cada R$1,00 investido, a campanha trouxe R$ 1,10 de retorno.

ROAS

O ROAS (Return on Advertising Spend) – Retorno Sobre o Investimento Publicitário, executa exatamente a função que seu nome lhe atribui, seu número se refere aos gastos exclusivos com publicidade; o seu cálculo é simples e direto: receita / investimento x 100 (para entendermos a porcentagem). O ROAS é a métrica mais importante para agência, visto que os custos internos administrativos do cliente, não são contemplados nessa análise. Em outras palavras, através do ROAS, a agência tem a visão genuína dos lucros e investimentos de seu cliente se tratando das campanhas publicitárias. Se o cliente investiu R$1.000,00 em publicidade e faturou R$2.500,00, logo, seu lucro foi de R$1.500,00.

Entendendo os Lucros

ROAS = 100%
Significa que a campanha está empatando. O que eu invisto (custo), eu ganho (receita).
Exemplo: Para cada R$1,00 investido, ganho R$1,00.

ROAS > 100%
Significa que estou ganhando (receita) mais do que investindo (custo).
Exemplo: Em um ROI de 700%, para cada R$1,00 investido, ganho R$7,00.

ROAS < que 100%
Significa que estou ganhando (receita) menos do que investindo (custo).
Exemplo: Em um ROI de 95%, para cada R$1,00 investido, ganho R$0,95.

O ROAS nunca vai alcançar um número negativo. O mínimo é zero, o que significa que não houve retorno (receita) com a campanha.

Qual deles é mais importante?

Não é possível definir nenhuma das duas métricas como a mais importante, visto que cada uma exerce uma função e se complementam. É fundamental que o cliente se atente ao ROI da sua empresa, para entender num cenário completo como ela tem performado diante de seus investimentos, e quais lucros líquidos tem acarretado, no entanto, diante da perspectiva da agência de marketing ou publicidade que gerencia as campanhas digitais da empresa em questão, o ROAS deve ser a métrica a ser considerada, pois como mencionamos anteriormente, ele não engloba gastos externos; em outras palavras, o foco fica no retorno bruto que a empresa obteve após as campanhas de marketing. Desse lucro, o que for usado para suprir despesas da empresa, não é de “responsabilidade” do ROAS, por assim dizer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *