estrategias-de-vendas

Antes de estipular metas e traçar um determinado número de vendas e clientes a serem atingidos, o planejamento de vendas é uma estratégia importante a ser executada. Ela é primordial para auxiliar nesse processo e acarretar melhores resultados para a sua empresa, dentro e fora dela.

Além disso, ela pode ser decisiva em diversos fatores. Desde o momento que um determinado comprador conhece sua empresa, até ele – possivelmente – realizar a compra, ele passa por diversas experiências que são fundamentais para determinar se ele será seu cliente ou simplesmente um eventual consumidor.

Em função disso, separamos algumas dicas de estratégias de vendas, essenciais para você aplicar na sua empresa.

Ofereça um Teste do seu Produto

Se você perguntar para um grupo de amigos ou familiares, se algum deles já deixou de comprar um produto novo porque não conhecia a sua eficiência ou qualidade, pelo menos um deles vai te dizer que sim. É uma atitude natural, principalmente quando eles já consomem alguma outra marca mais antiga ou reconhecida, que oferece exatamente a mesma coisa. Por isso, é fundamental que ao se instalar em um mercado novo ou ao captar um novo público, sua empresa ofereça uma amostra a esse alvo, seja de um produto ou de um serviço. Esse tipo de estratégia desenvolve dois benefícios: o primeiro é demonstrar segurança e domínio sobre o seu segmento. Uma empresa que permite que seu produto seja julgado antes mesmo de ser adquirido apresenta garantia sobre a sua qualidade e procedência, além da autoconfiança para competir com quem já está há mais tempo no mercado. A famosa frase: “Compare e comprove” desafia não só o concorrente, mas o próprio consumidor a deixar os costumes de lado e apostar nessa nova proposta. O segundo benefício é o primeiro estágio de relacionamento com esse potencial cliente: seria muito mais simples e rentável fazer com que ele adquirisse o produto às cegas, mas ao oferecer a opção de experimento, o cliente sente que você está mais preocupado em satisfazê-lo e conhecer a opinião dele, do que simplesmente ter o seu dinheiro.

Não afirme. Pergunte.

Você pode ter o melhor produto do mundo, um serviço de primeira linha e uma equipe de ponta, que não servirão de absolutamente nada, caso nenhum desses 3 itens supram a necessidade de quem está do outro lado do balcão. Principalmente em lojas físicas, uma estratégia infalível é entrevistar o seu cliente (e não deixar que ele entreviste a sua empresa). Você ou sua equipe precisam conhecer e compreender qual o problema e a necessidade que ele possui, e através disso analisar o que você pode oferecer a ele de forma que solucione essa deficiência. Alguma vez você já viu um médico receitar algum remédio antes de examinar seu paciente e descobrir que tipo de enfermidade ele tem? É exatamente a mesma coisa. Você precisa tirar um Raio-X do seu cliente e identificar qual a medicação mais indicada para o problema dele. Receitar o remédio errado pode causar efeitos colaterais negativos e até mesmo matá-lo.

Pequenas Vendas. Grandes vitórias.

Depois do cliente, a segunda pessoa mais poderosa relacionada à sua empresa, é o seu funcionário. Se funcionário motivado é capaz de trabalhar muito bem, funcionário desmotivado pode ser igualmente pior. Uma das principais reclamações que ouvimos por aí, são de trabalhadores insatisfeitos com o reconhecimento que recebem, e não só financeiro. Muitas vezes receber um bom salário ou uma boa comissão não é o suficiente, principalmente se ele for apaixonado pelo que faz. Um elogio, uma comemoração depois de um feito e até mesmo incumbir novas responsabilidades podem ser uma verdadeira injeção de ânimo para esse profissional. Saber que seu trabalho realmente faz a diferença e gera resultados efetivos, estimula para que ele se dedique mais e queira apresentar resultados cada vez melhores. Saiba identificar e reconhecer os perfis promissores da sua equipe: são eles que também fazem sua empresa ir para frente.

Saiba dizer o que não é bom.

A ética e sinceridade são duas qualidades capazes de revolucionar o mundo das vendas. Quando o seu cliente fica em dúvida sobre 2 determinados produtos e você sabe dizer qual deles realmente é melhor e mais vantajoso, ou sabe apontar os pequenos defeitos do outro, você demonstra sinceridade. Essa sinceridade em reconhecer o que não é tão bom, potencializa muito mais a chance de vender aquilo que é melhor.

Em quem você acredita mais: naquele amigo que te elogia em qualquer circunstância, até mesmo naquela que você sabe que é ruim, ou aquele que sabe te dizer quando você está certo ou não?

Funciona da mesma maneira na hora da venda. Quando um vendedor te diz que todos os produtos são bons, por mais que eles sejam, você sempre vai achar que ele está apenas querendo vender, sem se importar com o que você realmente precisa. Diferente de quando ele demonstra a preocupação em saber o que se adéqua ao seu perfil e reconhece onde o seu dinheiro pode ser melhor investido.
No mundo das vendas, não ganha quem oferece os melhores produtos, mas sim quem tem as melhores estratégias de vendas. Você sabe quais são as melhores para oferecer os seus?

[rev_slider cta-planejamento]

quanto-custa-marketing

Uma opinião sobre “Estratégias de Vendas – 4 Dicas para Otimizá-las”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *