Mas afinal, o que é mídia programática?

Milhares de sites na internet disponibilizam espaços para compra de mídia, também conhecidos como publishers. Nesses espaços, os anunciantes têm diversas opções e possibilidades de segmentação para definir como mostrar os seus produtos. O avanço na tecnologia tem mudado as formas de comercialização desses espaços, e para atender à essa necessidade de facilitar a compra e venda de forma apurada, surgiu a mídia programática.

Como ela funciona?
Como o seu próprio nome indica, a mídia programática é uma maneira programada de comprar e vender mídia através de uma ferramenta. A automatização desse processo elimina alguns fatores que causam lentidão ao negócio, como inclusões manuais de anúncios. O sistema de compra e venda de espaço geralmente acontece através de um sistema de leilão, onde o maior lance garante ao anunciante, o espaço desejado.

Acompanhe uma breve explicação sobre o tema!

Por que a mídia programática é importante?
Antes da mídia programática surgir, todo o processo era feito manualmente, um fator que gerava dois pontos críticos: o custo era mais caro e nem sempre era considerado 100% confiável. A mídia programática torna a negociação mais objetiva, e em termos de espaço, com maior aproveitamento para quem está adquirindo e quem está comprando. Com ela é possível atingir as pessoas certas nos devidos momentos, ou seja, você não precisa investir em um pacote com milhões de impressões, você só adquire as impressões que precisa.

Quais são as vantagens em usá-la?
Uma das vantagens mais atraentes é a precificação justa do inventário através da prática dos leilões, cujos exibem os anúncios com base em sua segmentação e configuração. Para sermos mais claros, imagine que dois anunciantes que vendem o mesmo produto, queiram alcançar o mesmo público em um mesmo site? Então, aquele que pagar o valor mais alto, receberá o direito de exibição, bem como o benefício de um alcance mais inteligente; esse alcance acontece devido a compra de perfis de consumidores que se enquadrem nos critérios preestabelecidos pelo anunciante, como gênero, idade, localização, entre outros. Dessa maneira, além da venda e da compra de impressões terem um preço adequado, as campanhas realmente atingirão apenas o público-alvo, reduzindo a concorrência contra os demais publishers.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *