Marketing Emocional

O marketing tem se desenvolvido cada vez mais nos últimos tempos. A preocupação em compreender e satisfazer as necessidades de seus clientes, tem sido cada vez maior entre as empresas, para tanto, uma das estratégias mais eficazes entra em cena: o marketing emocional.

O que é marketing emocional?

O marketing emocional é responsável por estimular o consumo do consumidor sobre determinada marca ou produto, através de sentimentos pessoais, ligados à infância, autoestima ou relacionamentos, por exemplo. O mote desse tipo de marketing é fazer com que a emoção fale mais alto, e que o consumidor se sinta mais acolhido ou familiarizado.

Como o marketing emocional pode ser o aliado da sua marca?

Mais do que em qualquer outro meio de comunicação, o marketing emocional ganha muita força na internet devido a possibilidade de engajamento que ela oferece. Aquela imagem bonita, com uma frase inspiradora, além de inspirar quem a leu pela primeira vez, pode vir a fazer o mesmo com outros usuários devido à capacidade de compartilhamento.

É importante que todas as empresas procurem aplicar esse tipo de estratégia em seus conteúdos, principalmente em suas redes sociais. Além da informação, a internet também é fonte de diversão, e muitas vezes alguém que está navegando em uma determinada página, espera muito mais por algo que seja interessante ou legal de compartilhar, do que ver pela milésima vez um post sobre alguma promoção, por exemplo.

Quando você cria um conteúdo com apelo emocional, automaticamente o seu cliente se sente mais familiarizado com a sua empresa e percebe um lado mais humanitário e menos monetário. Ele se identifica melhor com a sua marca e diante de uma concorrência, isso pode ser – por incrível que pareça – um bom diferencial.

Vale ressaltar também que em qualquer âmbito, seja ele online ou não, a motivação para uma compra sempre é maior quando é induzida pela emoção. Quando você está prestes a realizar uma compra por pura necessidade, você vai avaliar os preços, condições, vai pensar e repensar se aquele produto realmente vale à pena e também pesquisar outros semelhantes.

Quando a compra se trata de algum desejo, alguma satisfação pessoal, principalmente se ela fizer referência à algum momento importante do passado, podemos considerar menor o número de pessoas que farão algum tipo de ponderamento. Nesse momento deixa-se a venda de um produto de lado, e dá lugar à realização de um sonho. Por isso é fundamental trabalhar cuidadosamente a linguagem que será utilizada durante esse contato com seu cliente, pois na situação de dúvida, você deve resgatar no inconsciente dele, motivos mais importantes que o valor, para ele realizar aquele desejo.

No balanço final, o marketing emocional poderá oferecer 2 benefícios para a sua empresa: a venda e a fidelização. Por isso é tão primordial conhecer o seu cliente ou público-alvo, pois somente dessa maneira você poderá conseguir resultados efetivos diante da estratégia.

E não se esqueça: Melhor do que conquistar uma venda, é conquistar um cliente. Uma venda não é garantia para a conquista de um cliente, mas conquistar um cliente pode ser a garantia para muitas outras vendas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *