Internet via celular

A realidade mobile tem se expandido em uma velocidade cada vez mais frenética, mas isso já não é novidade para quem observa o crescimento da utilização de tablets, smartphones e celulares no Brasil. E é nesse cenário que cresce também o número de acessos à internet via rede móvel.

Dados divulgados pela TIC Domicílios demonstram que 31% dos brasileiros já fazia uso de redes móveis em 2013, enquanto que em 2011 a porcentagem era de apenas 15%. Em 2014, o número de internautas conectados através de dispositivos mobiles já ultrapassa 50 milhões.

O IBOPE também realizou um estudo intitulado “Pesquisa Brasileira de Mídia 2014” para averiguar os hábitos dos brasileiros quando se trata das principais mídias e a relação que existe entre acesso à internet e fatores sociais. Nele ficou constatado que, entre o público com faixa etária de 16 a 25 anos, 80% tem acesso à internet, enquanto que, para aqueles com mais de 55 anos, o acesso não chega nem a 20%.

Outro dado importante, diz respeito à localização geográfica. A pesquisa mostra que entre todas as regiões do país, a maior penetração da internet ocorre na região sudoeste. O contraste é percebido quando se faz a comparação com o nordeste onde apenas 1/3 da população tem acesso à rede.

Rede Móvel é preferência no Amazonas

Embora o acesso à internet – incluindo desktops e dispositivos móveis – alcance as maiores porcentagens no sudoeste, quando o assunto é rede móvel, o Amazonas lidera, com 80% dos acessos por meio dos celulares. O último lugar ficou Santa Catarina, onde apenas 26% navegam nestes aparelhos.

Navegação diária do brasileiro supera dedicação às outras mídias

Um ponto merece destaque, quando se fala em mídias – incluindo TV, rádio, internet e impressos. Ainda de acordo com a pesquisa do IBOPE, o brasileiro passa, em média, 3h39m navegando pela web, enquanto que em frente à TV são 3h29m. Em seguida, temos o rádio, 3h07, e a leitura do jornal, 1h05.

Saiba mais como aproveitar os acessos a internet via celular, através dos Links Patrocinados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *