Conteúdo Duplicado no E-commerce

Como o conteúdo duplicado implica no e-commerce?

Em meados de 2014, uma das atualizações dos algoritmos do Google recebeu o nome de Panda. Ela era responsável por refinar os resultados orgânicos relevantes para serem mostrados nos resultados de busca, enquanto os de conteúdo não relevante ou repetidos perdiam visibilidade.

Por que devo evitar conteúdo duplicado?

O conteúdo duplicado pode apresentar principalmente 2 dificuldades para os motores de busca:
Identificar qual versão entre todas as cópias deve ser indexada ou não;
Atribuição de métricas como: confiabilidade, qualidade e autoridade da página;

É preciso, portanto, indicar ao Google qual é o conteúdo deverá ser mostrado nos motores, o que normalmente é feito automaticamente pelo algoritmo, que opta pela primeira versão indexada, ou se há muitos links externos direcionando para aquela versão em específico. Isso também tem influência em qual destino receberá mais autoridade.
Logo, se você não indicar ao Google qual a versão do seu conteúdo deve receber essa autoridade e qual resultado é o original, os buscadores identificam as páginas como diferentes e por esse motivo passam a considerá-las como cópias e os valores podem ser atribuídos a versões erradas, ou diluídas entre as duplicatas prejudicando consequentemente seu ranking dentro dos buscadores e na quantidade de sessões recebidas por suas páginas.

Conteúdo duplicado nos e-commerces

Os sites e-commerce costumam enfrentar muito mais problemas com conteúdos duplicados. As variações de cores, tipos de um mesmo produto e parceiros revendedores gerados em URLs diferentes que levam ao mesmo conteúdo, faz o e-commerce cair nas garras do algoritmo e consequentemente ir perdendo cliques que podiam gerar conversões.
Como identificar conteúdo duplicado no e-commerce?
É possível identificar páginas que possuem conteúdo duplicado por meio de ferramentas como o Google Webmaster Tools, Moz ou Copyscape (https://www.copyscape.com/), todavia, para solucionar alguns problemas de conteúdos duplicados pode ser necessário entrar em contato com um profissional que entenda de programação e SEO.

Como lidar com conteúdo duplicado?

Canonical Tags

O uso correto das tags canonical consiste em uma linha de código responsável por informar para os buscadores qual delas é a original ou preferencial a estar nos resultados, quando há o mesmo conteúdo em mais de uma página.
É ideal para a republicação de posts mais antigos e produtos de cores diferentes.
[Saiba mais: A Importância da TAG Canonical]

Links internos consistentes

Existem conteúdos que estão acessíveis por mais de um link. Para não confundir os buscadores, não é recomendado o uso de URLs distintas que levem a um mesmo conteúdo.
Tag content=”noindex, follow”
Essa tag é responsável por permitir que a página seja rastreada pelos buscadores, mas sem incluí-las nos resultados.

Descrições de produtos

Em um e-commerce é comum a comercialização de vários modelos de um mesmo produto e consequentemente o uso repetido de descrição, principalmente quando a variação é mínima, como a cor dele, por exemplo. Uma das soluções para evitar descrições duplicadas é utilizar produtos configuráveis, que mostra variações de um mesmo produto em uma única sessão, ou reunidos em grupos comuns. Além disso a criação de descrições diferentes geram conteúdo relevante quando combinados com boas técnicas de SEO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *