E-commerce B2B e B2C: Qual é a diferença?

B2B e B2C são termos antigos e possuem significados distintos, porém no e-commerce, ambas têm se misturado ao longo do tempo. Embora as plataformas tanto do e-commerce B2B quanto B2C tenham o mesmo objetivo – que é vender – são necessárias diferentes estratégias para capacitação de clientes e direcionamentos distintos de público-alvo, o importante é respeitar as peculiaridades de cada uma das modalidades.

O que é B2B?

B2C (Business to Business ou empresa-empresa) é a sigla utilizada no comércio eletrônico para definir transações comerciais entre empresas. Ou seja, quando uma empresa (indústria, importador, distribuidor ou revenda) comercializa seus produtos para outras, com as finalidades de revenda, transformação ou consumo.

O que é B2C?

B2C (Business to Commerce, ou empresa-consumidor) é a sigla que define a transação comercial através de uma plataforma de e-commerce entre empresa (indústria, distribuidor ou revenda) e consumidor final. O B2C é absolutamente mais volumoso e a natureza dessa operação é apenas de consumo, já que tem volumes de aquisição de um mesmo cliente relativamente irregulares e marcado por impulso e emoção.

Quais são as diferença?

Enquanto o mercado B2B é mais seleto, planejado e direcionado, com compras em grandes volumes e na maioria das vezes, com prioridades constantes, no B2C os volumes de aquisição de um mesmo cliente são diversos em relação a períodos distintos, relativamente irregulares e em sua maioria para consumo. Entretanto, não ache que este último é mais rentável do que o primeiro. Embora seja mais extenso, o mercado B2C costuma ter tickets médios bem inferiores ao B2B, o que explica as diferenças de faturamento usuais entre os dois segmentos.

A grande diferença entre B2B e B2C, é que no e-commerce B2B, a plataforma deve calcular os impostos de vendas automaticamente na realização do pedido, devido a origem e destino das mercadorias e a substituição tributária entre Estados, já para o e-commerce B2C, é necessário ficar atento a trabalhar com uma modalidade que investe em plataformas intuitivas, com linguagem direta, que possa transmitir segurança e credibilidade ao consumidor, para assim garantir a compra.

Características próprias de cada mercado:

O que caracteriza o tipo de comércio de uma empresa não é o produto, mas sim, a atividade final, ou seja, para qual fim é destinado a mercadoria. Isso definirá o modelo de negócios adotado pela empresa. O que interfere nas características de cada um são as políticas comerciais de preço, quantidade, forma e condição de pagamento que são configuradas para cada público. A diversidade nas políticas comerciais é uma característica marcante do mercado B2B. Nesta modalidade, não é incomum que a empresa trabalhe com tabelas de preços distintas e de acordo com o perfil do cliente, o que justifica a necessidade de que essas plataformas sejam providas de alta flexibilidade em suas políticas comerciais. Já o mercado B2C, costuma oferecer preços idênticos independente do perfil do cliente. Esse detalhe reforça a necessidade de que as lojas virtuais B2B saibam explorar ferramentas e softwares voltados ao segmento.

Estratégia de marketing para cada e-commerce:

As estratégias de marketing entre e-commerce B2B e B2C também são bastante distintas, e é necessário conhecê-las para atuar em determinado mercado.
Quando falamos em e-commerce B2B é preciso entender que seus clientes precisam ser tratados de forma diferente. Um site de e-commerce B2B é praticamente um site para cliente e deve ser personalizado para atendê-lo com níveis diferente de preço, impostos, condições, formas de pagamento e limite de crédito, então, é necessário classificá-los de uma forma que o sistema saiba como se comportar para atender cada um destes clientes. Apesar de ser um mercado mais seleto, não significa que não há investimento em marketing de relacionamento. É importante estar atento e ir diretamente onde seu público alvo está, participando de eventos do setor, realizando envios de e-mail marketing a nichos específicos, além de constantes contatos entre representantes comerciais que são sempre muito bem-vindos no B2B.
Para o mercado B2C é necessário entender o perfil do cliente, e focar no comportamento dele, saber os tipos de produto que ele adquire, o que ele esta procurando, etc. Possui, em geral, estratégias de marketing mais agressivas e massificadas, através de mídias sociais, links patrocinados e estratégias de SEO. E por fim, captar o maior número de potenciais clientes e convertê-los em leads qualificados é o objetivo final.

quanto-custa-marketing

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *