Tenha uma boa leitura! =)

> Precisa da nossa ajuda? Conheça nosso serviço de Consultoria SEO.

A facilidade de acesso à internet impulsiona o mercado consumidor a buscar produtos e serviços no e-commerce. Por isso, quem possui um negócio online ou planeja abrir uma loja virtual, precisa investir em marketing digital para e-commerce.

Por que? Para ganhar visibilidade, notoriedade e faturar muito mais. Como isso é possível? Desenvolvendo uma estratégia de marketing digital baseada em SEO para e-commerce

E o que é SEO? 

Search Engine Optimization (SEO) ou Otimização para Sites de Busca é um mecanismo criado pelo Google que possibilita melhorar o posicionamento estratégico do e-commerce. As técnicas de SEO ajudam a ranquear o e-commerce em pesquisas realizadas a partir de palavras-chaves. 

Uma loja virtual otimizada para SEO aparece em destaque, na primeira página de resultados de pesquisas realizadas no Google. A tendência do usuário é clicar em links que estão no topo porque é mais rápido e esse posicionamento transmite credibilidade e confiança a quem busca produtos ou serviços online. 

4 razões para investir em SEO para e-commerce 

1. Posicionamento estratégico 

O objetivo do SEO é proporcionar mais visibilidade ao e-commerce, especialmente, no maior site de buscas do planeta, o Google. Sites e blogs bem estruturados e com conteúdos relevantes têm mais chance de aparecer no topo da lista de resultados, sem a necessidade de patrocinar links. 

2. Mais visitantes para os canais digitais

Ao fazer uma pesquisa, no Google, o usuário foca a atenção nos resultados apresentados na primeira página. Sendo assim, é vital para o e-commerce aparecer em destaque para driblar a concorrência e atrair mais visitantes para a página. 

3. Melhor experiência para o usuário

Páginas otimizadas para SEO proporcionam melhor experiência ao usuário. São responsivas (adaptáveis aos dispositivos móveis), carregam mais rápido, não possuem quebra de links, têm informações completas, conteúdos relevantes e visual atrativo. 

4. Aumento das vendas e faturamento 

O SEO para e-commerce possibilita o alcance mais rápido do público-alvo do negócio. Com isso, aumentam as oportunidades para vender e faturar mais. O retorno do investimento em SEO para e-commerce é garantido. 

13 dicas de SEO para e-commerce

1. Plataforma otimizada para SEO

É imprescindível escolher uma plataforma de e-commerce otimizada para SEO. Assim, desde o início, o negócio terá mais visibilidade na web. Caso você tenha dificuldade para selecionar uma plataforma de qualidade, é recomendável solicitar a consultoria de SEO a uma agência especializada em marketing digital para e-commerce. 

2. Arquitetura do site

A arquitetura do site é crucial. Páginas mal organizadas, incompletas, sem versão mobile (adaptáveis às telas do celular e tablet, por exemplo) e que demoram para carregar os conteúdos podem levar o usuário a desistir da pesquisa e buscar outra loja virtual. Encante e surpreenda o visitante, com um ambiente virtual agradável, criativo, intuitivo e seguro. 

3. URL amigável

A URL (Uniform Resource Locator ou Localizador Uniforme de Recursos) é o endereço do negócio na web. Por isso, quanto mais simples e fácil de memorizar, melhor para o posicionamento estratégico do e-commerce. É importante usar palavras-chave relevantes nos diretórios, pois essa tática reforça para os buscadores o conteúdo que será disponibilizado e facilita a compreensão do usuário antes mesmo de visualizar a totalidade do conteúdo.

4. Protocolos de segurança

Credibilidade e confiança são vitais para o negócio virtual. O consumidor precisa se sentir seguro para fornecer dados pessoais e financeiros. Por isso, o SEO para e-commerce prioriza os protocolos de segurança, para prevenir fraudes e a ação de criminosos virtuais. 

5. Uso de palavras-chaves

Elas são essenciais para ranquear a página. Por isso, é necessário pesquisar as palavras-chave (curtas e longas) mais utilizadas por usuários do Google, ao pesquisar produtos e serviços que fazem parte do portfólio da empresa. As palavras-chaves devem ser usadas em títulos das páginas, descrições, vídeos, imagens e artigos.  Além disso, vale a pena utilizar variações das palavras-chaves. 

6. Títulos e Heading Tags

O título principal da página (meta título) e os heading tags (subtítulos e intertítulos) devem conter a palavra-chave principal do negócio. Isto ajuda os robôs do Google a entenderem a relevância do termo para a sua página. 

7. Meta Descrição

Corresponde ao conteúdo disposto abaixo do título da página. O ideal é não ultrapassar o limite de 140 caracteres, definido pelo Google, e usar as principais palavras-chaves do negócio.  

8. Vídeos e imagens otimizadas

A qualidade e o formato de vídeos e imagens podem influenciar o posicionamento da página. Além disso, os nomes desses arquivos devem estar relacionados com o conteúdo principal da página, uma vez que existem pesquisas por imagens e vídeos. 

9. Links internos

Para manter o usuário navegando por mais tempo é interessante utilizar links relacionados à pesquisa inicial, estimulando a pessoa a conhecer mais detalhes sobre o portfólio do e-commerce. 

10. Erro 404

Ao decidir eliminar uma página é importante reestruturar o site e evitar que o usuário se depare com o famoso erro 404 (página não encontrada). Isto é péssimo para a reputação do e-commerce, reduz ou elimina de vez a oportunidade de venda. Passa a ideia de que o e-commerce não é confiável e seguro. 

11. Descrição de produtos e serviços

Esses conteúdos devem ser completos, claros e de fácil compreensão. Muita atenção com as palavras-chaves e o CTA (chamadas para a ação desejada) que motiva o público a conhecer o site ou blog. Evite usar conteúdo padrão disponibilizado pelos fabricantes e fornecedores. Conteúdo duplicado (concorrentes podem usar o mesmo material) prejudica o ranqueamento da página. É importante criar as próprias descrições. 

12. Marketing de conteúdo para e-commerce

Essa estratégia de marketing digital é muito positiva para a reputação do e-commerce e pode ser usada para conduzir a jornada de compras do consumidor. O marketing de conteúdo é aplicado ao site, blog e mídias sociais, com a produção de artigos, vídeos, infográficos, e-books e e-mail marketing. Fortalece o vínculo entre a marca e o público-alvo e prepara o campo para as estratégias de venda. 

13. Mídias Sociais

Uma plataforma integrada às mídias sociais da empresa também contribui para o ranqueamento da loja virtual nos sites de busca. Além disso, é possível gerar tráfego para o site a partir de publicações realizadas em mídias sociais. 

A consultoria SEO pode impulsionar o e-commerce, com resultados positivos para as vendas e o faturamento da empresa. Precisa de ajuda para o seu projeto de SEO para E-commerce? Conheça os serviços da MZclick Agência de Marketing Digital. 

Aumentar a taxa de conversão