Meio de Funil (MoFu) e a Produção de Conteúdo

A produção de conteúdo para meio de funil.

Dando continuidade à nossa trilogia Funil de Vendas – a primeira parte foi espaço para saber, com detalhes, o que é o topo do funil e como produzir conteúdo para ele de maneira assertiva e atrair leads para o seu site. Agora veremos o conteúdo ideal para quem avançou na etapa e se encontra a um passo de continuar avançando até a concretização de uma conversão.
Imagine que logo após a leitura de alguns conteúdos que apresentam critérios de escolha para comprar mochilas de notebook ideais, você foi atrás de um top 10 de mochilas que contivessem imagens, informações técnicas e modelos disponíveis no mercado. Coincidentemente essa lista também era de autoria daquele mesmo e-commerce especialista em bolsas e autor daquele conteúdo que você acabara de consumir. Com esse exemplo é mais fácil entender que é o conteúdo para meio de funil: não tem objetivo de provocar a compra em si e sim nutrir a confiança do usuário.

O que é Meio de Funil? (MoFu)

Nessa etapa do funil, que é uma parte mais estreita do que a parte inicial, as pessoas estão um pouco mais qualificadas e o objetivo dos conteúdos para essa fase é classificar os leads recebidos por quais são mais qualificados a se tornarem futuros clientes do seu negócio.
As pessoas que se encontram no meio eo funil, também chamado de MoFu, são originados dos visitantes que foram atraídos pelos conteúdos ToFu e agora estão mais interessadas nas soluções que sua marca tem a oferecer. A importância de trabalhar adequadamente os conteúdos é evitar que esses leads qualificados parem no meio do caminho ou desistam de adquirir seu produto ou serviço e optem pela concorrência. Esse é o momento de mostrar de maneira prática que é da sua empresa que o cliente precisava para resolver o problema dele.

Como produzir conteúdo para Meio de Funil?

Os materiais voltados para o meio de funil de vendas devem ser muito mais informativos e detalhados do que os para o topo de funil. Os conteúdos devem conter soluções mais ricas e aprofundadas apresentando diferentes alternativas e perspectivas para solucionar o problema identificado de maneira isolada, neutra e fidedigna.
É com esse direcionamento adequado de conteúdo que se evita atrair um público que não precisa de fato da solução da sua empresa, de maneira que o investimento em recursos financeiros e pessoais será dedicado de maneira mais eficaz para atingir sua buyer persona. Em empresas do segmento de prestação de serviços, essas mensurações podem ser feitas por meio da quantidade de downloads de um e-book gratuito em troca do preenchimento de um formulário com informações básicas, por exemplo.
Tendo isso em vista a produção de conteúdo para o meio de funil, há uma relação de ambivalência. Enquanto o seu negócio oferece conteúdo de qualidade para o futuro cliente, o cliente pode oferecer dados que auxiliem a guiar e planejar como direcionar a sua persona para a próxima jornada de compra de forma mais natural.

Formatos de conteúdo para Meio de Funil

• Posts de blog: Para atender a demanda das expectativas dessa fase do funil os posts em blog também são muito indicados, desde que sejam, como dito anteriormente, aprofundados e detalhados, podendo também ser mais extensos.
– Templates: Serve de complemento a solução oferecida ao cliente e dá um incentivo de continuar interessado em conhecer o serviço completo.
– Whitepaper: é uma fase intermediária entre o e-book e o post. Não é tão longo quanto o primeiro, nem tão breve quanto o segundo. Possuem a extensão ideal para que o usuário continue a ação de consumir conteúdos dentro do seu site.

• Planos de Estudos: ideal para empresas do segmento de prestação de serviços na área da educação. Esse template faz algo semelhante à checklists que incentivam o aluno a sempre finalizar uma meta, metas essas divididas e planejadas em agrupamentos sequenciais.

• Vídeos: são interessantes, pois podem condensar um conteúdo informativo que aponte seus diferenciais e adicionais como: instruções de uso e inspirações.

Fica claro, portanto, que nutrir o meio de funil é fundamental para gerar leads qualificados que completem a jornada até o objetivo final – a conversão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *