PITCH: Mensagens curtas para atrair tráfego nas redes sociais

Para alguns um conceito antigo, para outros nem tanto. Pitch, ou em tradução livre, “mensagem de elevador”, é uma das técnicas mais utilizadas no marketing dos Estados Unidos e vem ganhando espaço nas agências brasileiras. O melhor exemplo desse modelo de publicidade são as mensagens vinculadas às mídias alternativas, como painéis de metrôs e vidros de ônibus.

A intenção é utilizar frases curtas que possam ser abstraídas pelo público em tempo mínimo, fazendo analogia ao período gasto para um elevador subir ou descer. Dessa forma, a mensagem de venda é assimilada sem complexidade na interpretação, em poucos segundos ou minutos.

Pitch no Marketing Digital

Para entender como funciona o pitch na esfera digital, basta lembrar-se do Twitter. Nele, os usuários precisam limitar suas postagens a 140 caracteres, escrevendo algo sucinto, porém impactante em um pequeno espaço.
O conceito também se estende aos vídeos institucionais ou de apresentação de produtos, com o objetivo de vender a ideia em três ou cinco minutos e despertar o interesse na marca logo nos primeiros segundos.

O famoso “storytelling” – palavra em inglês que se refere à capacidade para contar histórias – está intrinsicamente ligado ao pitch em várias circunstâncias, já que o público tem se interessado cada vez mais em abordagens de propaganda que fogem do tradicional.

O ponto em questão é partilhar a história da marca ou de um produto, aproximando-se de forma criativa e rápida, do público-alvo. Uma narração bem elaborada tem o poder de revelar a missão da empresa na vida do consumidor, o principal responsável por torná-la renomada na internet.

Pitch e Startups

As empresas que se enquadram na categoria startup – negócios embrionários com foco em produtos ou ideais no âmbito tecnológico – podem utilizar o pitch para facilitar a comunicação com os clientes em ambiente digital e, até mesmo, investidores.

Vale enfatizar, contudo, que não existe “fórmula mágica” para elaborar o pitch perfeito. O segredo está em mostrar credibilidade na mensagem, inovando no formato de expressão para “disruptar” com as abordagens já existentes e conquistar o público por meio da originalidade.

No caso dos vídeos elaborados dentro desse conceito, é aconselhável manter o espírito de equipe, deixando claro que a startup possui um time engajado na execução do negócio – detalhe que mais atrai a atenção de investidores.
Quando utilizado corretamente, o pitch torna-se, enfim,uma ferramenta para explorar o potencial de incentivo ao conhecimento da marca e para apresentar ideias com poder de revolucionar um mercado ou segmento.

Dúvidas? Pergunte a um especialista!


relacionamento-ferramentas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *