RankBrain: o algoritmo do Google

Anunciado em 2015 pelo Google, o RankBrain é um algoritmo do buscador que utiliza um outro algoritmo de inteligência artificial na Machine Learning que melhora e interpreta as buscas.
Num país grande como o Brasil, é comum que a mesma palavra tenha significados distintos em diferentes partes do país e que expressões diferentes também tenham sentidos semelhantes.
O RankBrain é capaz de processar e interpretar a solicitação de busca aproximando-a com algo semelhante pesquisado anteriormente.

O que é o Machine Learning?

É o local onde o buscador se “auto ensina” a fazer algo apenas por programação prévia, nesse caso, contextualizar buscas com resultados mais relevantes. Isso foi desenvolvido com o objetivo de automatizar e eliminar gradativamente a necessidade de intervenção humana nesses processos.

Como Funciona o RankBrain?

O objetivo principal é auxiliar o algoritmo (Hummingbird) do buscador do Google na relevância dos resultados entregues para a busca do usuário. Como? Focando no que quer dizer a frase toda em vez de apenas nas palavras de maneira individual e contextualizar e conectar buscas genéricas com temas específicos e relevantes encontrando similaridades baseados nessa interpretação da busca.

O que é o HummingBird?

É a não tão nova versão do algoritmo do Google. Mais eficiente e mais rápido, oferece resultados mais precisos, o que já é uma grande melhoria.

E qual a utilidade?
Basicamente, é automatizar e agilizar o processo de refinamento de buscas. Antes o Google processava e refinava buscas de maneira manual para criar derivações para buscas diferentes que objetivavam o mesmo resultado. Imagina a demanda de trabalho de processar 3 bilhões de buscas diariamente?
O RankBrain, portanto, veio para automatizar esse processo em tempo real, aprender a fazer previsões que são posteriormente testadas e caso certas, é atualizado para otimizar os motores de busca.

Como o RankBrain influencia no SEO?

Dentro do HummingBird, a principal função do RankBrain é, como dito anteriormente, a interpretação das buscas por meio de possibilidades e oferecer o melhor resultado contextualizado. Em outras palavras, ele não tem influência direta no SEO.

Na verdade, o melhor resultado leva em consideração uma série de fatores que são também importantes sob os parâmetros de SEO:
– Distribuição de links internos e externos (quantidade e qualidade);
– Engajamento com o conteúdo e/ou site;
– DA (Autoridade de Domínio)
– Artigos/conteúdos relacionados e aprofundamento;

Como otimizar uma página para o RankBrain?

– Expanda as palavras-chave que são usadas na página por meio de sinônimos e variações semânticas na produção de conteúdos;
– Produza conteúdos compreensivos, completos e sucintos: responda o máximo de dúvidas de assuntos relacionados;

E o mais importante: foque na otimização para proporcionar a melhor experiência para o usuário e não para o RankBrain! Seguindo essa escala de prioridade, consequentemente, você será capaz de se ranquear melhor nos resultados de busca.

Nesse sentido, é preciso se ater a 3 coisas:
– Otimização de seus conteúdos;
– Conteúdos de qualidade e correção de links quebrados corrobora para a redução do Bounce Rate e aumentar o tempo de permanência no seu site;
– Ficar de olho na suas métricas.

Gostou do assunto? Acompanhe nosso blog e fique sabendo de todas as novidades do universo de SEO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *