Técnicas de SEO de 2018

Com a rapidez que o mundo tecnológico se atualiza, algumas estratégias e tendências de SEO mudam e acabam se tornando ultrapassadas, e o que funcionava perfeitamente, pode acabar prejudicando o seu negócio daqui á um tempo.

O grande problema é que a maior parte dessas mudanças não são rapidamente perceptíveis, até você notar que “de repente” o site da sua empresa caiu drasticamente no rankeamento.

Sabemos que a posição de um site nos resultados de busca influencia diretamente no desempenho do negócio (vendas por exemplo). Algumas técnicas que anteriormente auxiliavam no projeto de SEO, não só se tornaram obsoletas como ainda podem prejudicar o seu processo de posicionamento dentro dos buscadores.

Fica evidente, portanto, que o trabalho de SEO é constante, e continuar antenado às novas tendências, testar novas abordagens e compartilhar informações com a comunidade é importantíssimo.

Técnicas de SEO 2018

Existem algumas técnicas de SEO que são totalmente relevantes e ainda tem muita força dentro de um projeto:

Pesquisa de Palavras-chave

A pesquisa de palavras-chave continua extremamente efetiva, no entanto, atualmente seu uso está unido à pesquisa semântica. Esse recurso procura melhorar a precisão dos resultados de pesquisas, relacionando a pesquisa do usuário com o contexto dos conteúdos que aparecerão na SERP, e não apenas com palavras-chave em foco. Dessa forma se obtém resultados de pesquisas muito mais relevantes, uma vez que os buscadores estão muito mais dinâmicos e inteligentes.

Entre os pontos considerados para os resultados de pesquisa estão:
• Contexto de pesquisa;
• Localização;
• Intenção;
• Variação de palavras-chave;
• Sinônimos;
• Correspondência semelhante.

Originalmente, durante a pesquisa por palavras-chave, a meta era achar opções com um alto volume de buscas e baixa competitividade e em seguida utilizá-la repetidamente ao longo do seu texto, para fazer com que os robôs dos buscadores entendessem que a página aborda e condiz com a palavra-chave. No entanto, a pesquisa semântica faz com que os robôs avaliem todo o texto e sua relação de semelhança com as palavras-chave, por isso, o foco saiu de uma palavra-chave e se voltou completamente para uma abordagem que tenta entregar os resultados mais relevantes para uma pesquisa.

Re-otimização de Conteúdos

É recomendado tornar periódico uma check-up dos conteúdos do seu site. Essa check-up é o momento perfeito para aprimorar e complementar artigos antigos, mesclá-los ou alterar dados desatualizados. Ou seja, as oportunidades de re-otimização de um conteúdo são diversas e importantíssimas para garantir que os conteúdos continuem relevantes nos resultados de busca.

Velocidade de Carregamento

O objetivo dos buscadores é proporcionar a melhor experiência possível ao usuário. Mesmo se o site tiver um layout de navegação interativa e fácil, e conteúdos relevantes que atendem às expectativas, se demorar muito tempo no carregamento das páginas, tende a sofrer uma queda no posicionamento nos resultados de busca (ou ter dificuldade para atingir um melhor posicionamento). Isso ocorre porque os buscadores priorizam a experiência do usuário, ou seja, páginas que carregam mais rápido entregam uma melhor experiência e, consequentemente, os buscadores reconhecem isso melhorando o ranqueamento dessas páginas.

Site Mobile/Responsivo

Uma vez que o tráfego vindo dod dispositivos móveis está crescendo rapidamente, seguir essa tendência e embarcar no mobile-friendliness não é mais opcional ou um diferencial competitivo, ter um site responsivo, que atende os usuários independentemente do tipo de dispositivo e tela em que estão acessando, é de extrema importância, e os buscadores estão priorizando esses sites nos resultados de pesquisa, também por garantirem uma melhor experiência para o usuário.

Páginas não seguras

Pensando na segurança do usuário, enquanto trafega pela internet, há algum tempo o Google Chrome começou a exibir uma alerta de “não seguro” na barra de endereço, ao lado do endereço de sites que não possuem navegação segura (SSL – HTTPS), ou sejam, todos os sites em HTTP são sinalizados com a marcação “não seguro”. Sites não seguros podem ser facilmente atacados por crackers e tanto o site quando os usuários podem ter informações interceptadas para serem utilizadas de forma maliciosa, como e clonagem de dados e estelionato. Os buscadores estão incentivando que os sites sejam seguros e “é possível” que isso influencie no ranqueamento.

Imagens também são conteúdos

É comum associar a produção de conteúdo a produção unicamente textual. Todavia, nos dias de hoje, para tornar a leitura mais fluída, é essencial apostar em imagens com conteúdos interessantes como infográficos e outros dados complementares. Além deixar o conteúdo mais interativo, as imagens também podem gerar backlinks.

Técnicas obsoletas

Meta Keywords (eram úteis quando os algoritmos dos buscadores não eram tão inteligentes);
Textos-âncora repetidos de maneira excessiva;
Uso de negrito nas palavras-chave;
Backlinks de qualquer site (é importante ter indicações para o seu site na internet para construir uma boa reputação, mas se torna um problema quando recebem grande quantidade de backlinks de sites irrelevantes ou com alta taxa de spam);
Mais é sempre melhor (a quantidade de texto ainda tem um forte impacto, mas um fator muito mais importante na criação de conteúdo, é a qualidade/relevância do que é produzido. Um conteúdo de qualidade, que traga novidades é um benefício que causará muito mais impacto e engajamento do que uma cópia ou repetição mecânica de palavras-chave).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *