Crowdfunding em negócios online: saiba o que são plataformas colaborativas

Uma nova modalidade de financiamento para startups promissoras emergiu recentemente no Brasil, acompanhando as tendências norte-americanas: o crowdfunding, também conhecido como “vaquinha virtual”. Trata-se de uma captação coletiva de recursos, onde doadores investem o valor que desejarem em uma ideia ou projeto, de modo a facilitar sua impulsão no mercado, e recebem uma participação nos futuros lucros em longo prazo, como recompensa.

A iniciativa tem provocado uma verdadeira revolução no universo das startups, permitindo que muitas ideias saiam do papel, sem que seja necessário recorrer aos burocráticos empréstimos bancários ou aos concorridos investidores-anjos. Tudo acontece por meio de uma plataforma online, em total transparência de informações para o investidor, com contato via e-mail e telefone disponibilizados, se for necessário esclarecer dúvidas.

Entendendo melhor o crowdfunding

A título de ilustração, supõe-se que haja uma ideia capaz de suprir um “vácuo” no mercado e, exatamente por isso, seja extremamente promissora, mas os idealizadores não possuem capital suficiente para transformá-la em realidade.

É nesse momento que o crowdfunding surge como uma das melhores opções para levantar o capital, com pequenos financiadores ─ as quantias podem variar de R$ 25,00 a R$ 5.000,00, por exemplo. Isso é possível a partir do poder de disseminação em massa da internet, onde milhares ou até milhões de pessoas terão acesso à ideia e, caso acreditem nela, já começam imediatamente a contribuir.

Entretanto, para conseguir esse nível de visibilidade e convencer aos potenciais investidores a apostarem suas fichas, é importante divulgar bons vídeos explicativos, esclarecendo todos os pontos positivos e respondendo às eventuais perguntas. Assim, quem se deparar com a proposta verá o quão rentável a startup poderá se tornar dentro de algum tempo e todos os benefícios que ela poderá lhe render. Além das quantias em dinheiro, o crowdfunding visa conseguir “embaixadores” da ideia, ou seja, pessoas com o desejo de promover a startup e angariar mentores para ajudar na liderança e melhorias do projeto.

O crowdfunding pode ser feito com uma campanha própria ou através de plataformas especializadas em conectar empreendedores e investidores. Na segunda opção, é preciso apresentar o plano de negócios para a empresa e submetê-lo à validação para, apenas depois, viabilizar a campanha terceirizada.

Você já tem experiência com com crowdfunding? Conte para nós! Vamos adorar  saber sua experiência!

cliente-fiel-marketing

2 opiniões sobre “Crowdfunding em negócios online: saiba o que são plataformas colaborativas”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *