Troca de plataforma no blog ou e-commerce: o SEO pode ser "reaproveitado"?

Problemas na adaptação de um e-commerce ou blog a determinadas plataformas de programação não são raros, afinal, nem sempre o designer acerta de primeira no planejamento do site.

Entretanto, a migração de uma plataforma para outra quando o site já está completamente otimizado pode parecer um desafio. Além da mudança de layout, ocorrerá uma verdadeira “quebra de rotina” nas estratégias já utilizadas, considerando que, a cada troca de plataforma será necessário repensar a forma como tráfego das buscas orgânicas será convergido para o site.

Vou perder o posicionamento no Google que já conquistei?

Ao migrar de plataforma, o maior pesadelo dos gestores de e-commerce é a perda das posições de ranqueamento já alcançados e, ainda, da autoridade do site perante aos internautas.

Para não correr esse risco, é importante informar aos buscadores sobre essa mudança, por meio de alguns ajustes nas URLs. Essa comunicação depende dos recursos disponibilizados pela nova plataforma e servidor, já que será utilizado o comando Redirect 301 para informar a mudança permanente de endereço do site.

Com esse mesmo comando, o gestor de otimização poderá orientar ao Google sobre o processo de reindexação e preservação das questões técnicas do site − algo essencial para não perder bruscamente as posições nas pesquisas. A idéia é mostrar para o Google que a URL antiga foi mudada para a URL nova.

É muito importante que o redirecionamento seja feito URL por URL, de forma que avise exatamente a mudança que ocorreu na migração do site. Um dos erros mais comuns é fazer o redirecionamento de todas as páginas para a página inicial, de forma que os buscadores não entendam perfeitamente qual foi a migração, ocasionando queda significativa nos acessos orgânicos.

O ideal é ter uma equipe de SEO conduzindo e supervisionando a troca de plataforma. Assim, evitam-se falhas técnicas e desalinhamento aos algoritmos do Google que podem ser extremamente prejudiciais ao ranqueamento e tráfego orgânico e, por conseguinte, ao volume de vendas.

Saiba mais sobre migração de sites, e-commerces e blog; confira nosso curso de SEO!

melhor-curso-seo

2 opiniões sobre “Troca de plataforma no blog ou e-commerce: o SEO pode ser “reaproveitado”?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *