Diferença SEO e SEM

Em aspectos de leitura e escrita a diferença é sutil, apenas uma letra. Mas, não se engane… Existe uma enorme variação entre SEO e SEM, muito além do que os olhos podem notar, à primeira vista. Ficou confuso? Embora sejam siglas para estratégias diferentes, não é tão complicado assim entendê-las:

Search Engine Optimization (SEO)

Conhecido no Brasil como otimização de sites, o Search Engine Optimization é um conjunto de técnicas com o objetivo de conquistar as melhores posições em pesquisas dos buscadores, como Google ou Bing, advindas do tráfego orgânico.

As táticas de otimização são divididas em On Page e Off Page. A primeira refere-se às ações utilizadas dentro da página e engloba técnicas de programação, semântica de códigos e usabilidade, enquanto a segunda lida com os “bastidores” do site, direcionando conteúdo, engajamento social e link building.

Search Engine Marketing (SEM)

Abrangendo uma ampla gama de ações para aumento da visibilidade de um site, o SEM irá trabalhar tanto com táticas para alcance de tráfego orgânico, quanto com resultados pagos – como os links patrocinados.

Especificamente, o SEM engloba um verdadeiro “mix” de estratégias de search marketing para alinhar as necessidades do cliente com todas as possibilidades de divulgação online para fomentação de vendas e construção da autoridade de uma marca, produto ou serviço.

A questão crucial do SEM é verificar previamente, se os objetivos das estratégias serão pautados em curto, médio ou longo prazo para, na sequência, estabelecer as melhores “rotas” para o alcance da visibilidade.

Se as metas precisam ser alcançadas em curto prazo, por exemplo, os links patrocinados serão a primeira alternativa. Já nos casos onde há maior flexibilidade de tempo, a otimização será mais indicada – sim, o SEO faz parte das ações de SEM!

Ops, não confunda!

Como já mencionado, o SEO é uma das possibilidades utilizadas dentro do SEM. Porém, nem toda tática do SEM está relacionada à otimização. Todas as ações que demandarem investimentos patrocinados, não fazem parte do Search Engine Optimization.

Para não confundir, basta se lembrar do seguinte: a otimização de sites envolve apenas os resultados naturais de pesquisas. Isso significa que a empresa não precisará pagar pelo volume de tráfego ou pela quantidade de cliques em sua página, sendo necessário investir apenas no trabalho de SEO. Em contrapartida, os links patrocinados exigirão investimentos proporcionais ao objetivo de receita.

A decisão, no entanto, fica a critério da empresa. Cabe aos profissionais de SEM, orientar sobre as melhores alternativas, conforme as expectativas, disposição de orçamento e principalmente, prazo mínimo de retorno visado pelo cliente.

Dúvidas? Contrate uma agência especializada!

aumentar-vendas-marketing

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *