Mudanças no perfil de compra do consumidor em 2015

Perante a crise econômica, o consumidor brasileiro tem buscado alternativas para consumir o que precisa sem, no entanto, deixar de pagar dívidas e contas básicas mensais. Tal conclusão foi extraída do estudo “Mudanças no Mercado Brasileiro”, realizado pela Nielsen Company com o objetivo de averiguar os impactos das oscilações que ocorreram na economia a partir de meados de 2014.

Com o aumento da inflação e o poder de compra menor, o consumidor tem buscado planejar suas compras para se adaptar à nova realidade econômica. Dos entrevistados, 64% declararam ter diminuído a frequência do lazer fora de casa com o objetivo de poupar e 13% se preocupam em separar uma parte da renda mensal para pagar dívidas atrasadas, enquanto 32% priorizam a saúde e a qualidade de vida.

Crise hídrica também influencia o perfil de consumo

A pesquisa ainda constatou que o período de poucas chuvas junto ao aumento nos preços da energia e combustível impactou ainda mais a queda no consumo nesse início de 2015. Tais fatores influenciaram vários segmentos da indústria e comércio, levando aos empresários a atuarem de forma estratégica com planos de ações para evitar alterações nas demandas.

As promoções têm sido a principal alternativa dentro desses planos, já que, como apresentou a pesquisa, os consumidores estão mais atentos aos descontos e diferenças de preços entre uma loja e outra. A utilização de vários canais para chegar até o cliente com maior potencial de compra também faz parte das estratégias adotadas nesse cenário repleto de incertezas.

Aproveitando a crise para inovar

Já é consenso entre especialistas em economia, que uma crise pode “chacoalhar” as práticas velhas para dar origem a ideias inovadoras. Dessa perspectiva, muitas empresas podem aproveitar a desordem para explorar meios alternativos decaptação de clientes e expansão de vendas.

Portanto, quando a empresa possui controle rigoroso dos custos e consegue financiar seu crescimento sem a ajuda de empréstimos bancários, há possibilidadesde lançar um produto inédito, por exemplo,ou até mesmo apostar em campanhas de marketing bem certeirasem plena crise econômica. O segredo está em utilizar a capacidade de “disruptar”para acrescentar estratégias promissoras ao plano de ações e, assim,abrir novas portas em seu segmento.

Gostou do artigo? Compartilhe com seus amigos?

Fale com os especialistas da MZclick!

quanto-custa-marketing

Uma opinião sobre “Mudanças no perfil de compra do consumidor em 2015”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *